<$BlogRSDUrl$>

domingo, março 12, 2006

Migração 

Caros leitores, chegou a altura de fazer uma revelação! O Uivando à Lua vai deixar de ser actualizado no blogger, mesmo mantendo-se este online até a data em que o servidor assim decidir apaga-lo. No entanto todos os textos foram migrados para a plataforma do Sapo.
Esta mudança, deve-se á tentativa de tornar este Blog mais grafico, podendo assim apresentar mais cor num futuro proximo.

Obrigado a todos os que aqui me acompanharam e espero que o continuem a fazer em http://uivandoalua.blogs.sapo.pt

O blog ainda não está completamente personalizado e estruturado, mas a pedido de varias familias vou já revelar o Link.

Obrigado a todos e até já... lol

quinta-feira, março 09, 2006

Novidades 

Bom, fica aqui uma pequena noticia:

Embora adore este meu pequeno espaço, sinto-me limitado nesta plataforma do Blogger, que muito me limita a expressão a nivel grafico. Assim estou a proceder á passagem de todos os textos que aqui possuo para um novo local, uma nova morada para o Uivando à Lua.
Terei que pedir desculpas a todos os que postaram aqui os seus comentários, pois não vou poder migra-los também, mas fica a indicação que este blog continuará online até que o Blogger o decida a fechar.
Este é o motivo pelo qual tenho escrito bem menos por aqui, e dizendo a verdade, tenho tido agua pela barba para deixar tudo alinhado e impecavel no novo espaço. espero estar "online" este fim de semana, se o alcool assim me permitir.

Um abraço.

Dia da Mulher 

Passou-se o dia da mulher, e parece que é sempre o mesmo todos os anos, os homens esqueçem-se da data, as mulheres esqueçem-se da data. No entanto existe um locutor de radio que anuncia o evento e as mulheres "lembram-se" e ficam Berserk, porque ninguém se lembrou de lhes oferecer uma florzita que seja. Os homens mais preocupados lá vão a correr comprar a dita ou um perfume, ou outra lembrança de qualquer tipo, de forma a tentarem redimir-se da sua falha...
Ao fim e ao cabo, nada muda e tudo fica na mesma, pois no dia seguinte (hoje) a vida decorre normalmente, sem que muitas das pessoas sequer tenha marcado esta data.
No entanto fica no ar a ideia de quando será o dia do homem? Existe o dia da mãe, o dia da mulher e tantos outros que marcam a vida feminina, mas então e nós? Ficamo-nos pelo dia do pai? lol

Portem-se mal!!!

quarta-feira, março 01, 2006

Teus olhos 

Poderia perder-me no teu olhar, poderia mergulhar nos teus olhos e viver alegremente à procura de uma saída, mesmo que soube-se que a saída não existe, ficando apenas a contemplar o mundo que os teus olhos encerram.
Quando me olhas o mundo fica mais vasto, nos teus olhos encontra-se o poder da quietude e tua verdadeira sensualidade, escondida, encerrada e reserva apenas para alguém que conquiste o teu coração.

sábado, fevereiro 18, 2006

Demon Lord's love 

I was a Demon Lord, I seat on a crimson throne, in the bottomless pit. Minions by the tens of thousands were at my command, their only wish and life’s purpose was to please me and to lay their lives in the service of even my most futile desire...
It was in a dark night, as dark as my soul, that I met you. In the middle of a heavenly battle I found your angelical form amidst the battle field, and my purpose in life became to conquer your heart, and you most intimate desires. You were in danger, Baal’s minions were pressing you hard and you eternal life was about to be claimed from you! I found myself rushing through the demonical ranks, sword drawn, and bloodied from slaying every one in my path to you.
I did save your life, but in doing that I found myself wanted by the demonic overlords. I was a traitor, I had killed another lord’s minions for a Angel, and my throne was forfeit.
I did not gain your love for my bodily shape scared you and revolted you. In the end I was stuck with myself, my love for an Angel and the hatred of both Heaven and Hell. It would be a matter of time, until either one of the factions looking for me were able to kill me, but thinking of it all, I would repeat it all again, just to have you image in my e«head every time I close my eyes!!!

quarta-feira, fevereiro 15, 2006

Projecto Futuro 

Numa altura em que os dias ficam amsi longos e o sol começa cada vez mais a despontar, dou comigo a pensar. A pensar no verão, no seu calor, na falta de necessidade de tanta roupa, na praia e como não poderia deixar de faltar as mulheres de bikini.
Como disse Jerry "The King" Lawler na WWE aquando do primeiro Bra & Panties gauntlet match, sabem o que se diz das cuecas (femeninas), não são a melhor coisa do mundo, mas estão lá bem perto...
Tudo isto, para anunciar a todos os leitores um projecto que ando a adiar á já algum tempo... O meu tratado de "Como retirar um soutien". Este tratado irei publica-lo aqui neste blog quando estiver pronto. Tenho andado a pensar que a peça essençial era uma modelo para poder retirar as medidas percentuais para poder proceder á escrita do tratado, mas após intervenção noutros projectos (tal como ter participado num Podcast do Jam Session (Link encontra-se nos recomendados)) apercebi-me que o mais importante passo e o inicial terá que ser o planeamento de toda a estrutura e mensagem.
Assim sendo isto vai prometer demorar, mas não se preocupem pois vou metendo por aqui, como diria alguém, "uns atiçadores"... lol

terça-feira, fevereiro 14, 2006

Aniversário 

Hoje dia 14/02/2006 faço 2 anos de serviço, na empresa na qual me encontro actualmente. Tudo se encontra diferente, um nome novo, caras practicamente todas novas (Sou o 3º mais antigo).
Diferenças? Melhoras? Não sei bem dizer, está tudo tão diferente que olhando para tras já nem consigo conciliar uma imagem com a outra. Ponho-me agora a pensar, onde estarei daqui a dois anos? O que estará diferente e semelhante daqui a dois anos, nesta empresa que tanto se modificou? Bem há que me preocupar actualmente com o dia presente e com os problemas do dia a dia... Os proximos anos ainda estão para vir.

De qualquer forma, parabéns para mim. Numa altura em que se ter emprego e o manter está tão dificil, é mesmo de dizer parabéns a mim... lol


E muita gente estaria a pensar, porque escreve de trabalho um romantico, quando se encontra no dia dos namorados? Talvez mais tarde escreva algo sobre isso... Ou não...

quarta-feira, fevereiro 08, 2006

Deambular pela chuva 

Numa noite sem estrelas e de lua cheia, percorria as ruas aproveitando para sentir a chuva na minha face. Pensava em ti e na vida que havíamos partilhado, sentia uma imensidão de sentimentos, cada um me puxando para cada lado. A nossa relação não andava muito bem, mas tu não me saias da cabeça, pensava em ti todo o dia, todos os dias.
Precisava de acertar as minhas ideias, para poder falar contigo. Sentia-te distante, sentia-te triste. Talvez estivesses cansada de mim, talvez te tivesses fartado, afinal já lá iam uns anitos que a nossa relação durava. E foi enquanto pensava tudo isto que te encontrei, Que te encontrei a deambular pelas ruas sob a agora inclemente chuva que caia.
- O que fazes à chuva. Perguntei-te eu.
- Nada, penso apenas.
- Precisamos de falar. Dissemos os dois ao mesmo tempo.

- Princesa, fartaste-te de mim?
- Não pensava era que tu te tinhas cansado de estar comigo.
- Temos então andado a ser dois palermas… Estávamos os dois a pensar no que afinal não tem fundamento.

Abraçamo-nos e sentimos que a futilidade do dia a dia estava a tomar conta de nós… Foi neste momento que fizemos o juramento solene e silencioso de nunca deixar de tentar impressionar um ao outro, nunca deixar a monotonia preencher o nosso amor.

Aqui está o som que já não ouvia á Bué 

MANOWAR - Pleasure Slave

She is waiting to kiss my hand
But she will wait for my command
My chains and collar brought her to her knees
She now is free to please

Woman, be my slave
That's your reason to live
Woman, be my slave
The greatest gift I can give
Woman, be my slave

Before her surrender she had no life
Now she's a slave, not a wife
Her only sorrow is for women who live with lies
She's taken off her disguise

Woman, be my slave
Chained unto my bed
Woman, be my slave
Begging to be fed

Your body belongs to me

Woman, come here
Remove your garments
Kneel before me
Please me

Woman, be my slave
Chained unto my bed
Woman, be my slave
Begging to be fed

domingo, janeiro 29, 2006

Não há condições 

Trabalhar por turnos no Aeroporto de Lisboa significa gelar cada vez que se está a entrar ás 6:00. Principalmente se se trabalha nos parques, parques estes que são ultima geração em questão a manutenção de frio no inverno. Com um parque que é uma autentica arca frigorifica, tenho a certeza de que me vou conservar até aos 100 anos de idade... Ou não...
Bolas, já não basta o facto de não ter nascido para acordar ás 5:00 da matola, ainda tenho que lutar contra o gelo que se faz sentir? Enfim, ninguém me chamou para este trabalho, eu é que me ofereci... Há que aguentar... Mas definitivamente: Não há condições.

sábado, janeiro 21, 2006

Musica do dia 

"Godsmack - I Fucking Hate You"

For everything you do
I'd like to swallow you
And everyday I'm gonna blame you
Even if you justify
Every fucking bullshit lie
It only makes me want to break you
You pull me down
And you crucify my name
You make me insane
It's broken now
Don't ever look my way
Don't even think I'm playin'
'Cause I fucking hate you
You're such a liar
And I love to hate you
You're all the same to me
When you repeated me
Take advantage of me
The only thought I get of you sickens me
Everybody knows your fate
You're everything I fucking hate
And I'm everything that you could never be
You pull me down
And you crucify my name
You make me insane
It's broken now
Don't ever look my way
Don't even think I'm playin'
'Cause I fucking hate you
You're such a liar
And I love to hate you
You're all the same to me
I fucking you hate you
You're such a liar
And I love to hate you
You're all the same to me
(Fuck you)
(Fuck you)
(Fuck you)
You pull me down
And you crucify my name
You make me insane
It's broken now
Don't ever look my way
Don't even think I'm playin'
'Cause I fucking hate you
You're such a liar
And I love to hate you
You're all the same to me
And I fucking hate
You're such a liar
And I love to hate you
You're all the same to me
Fuck you (fuck you)
Fuck you (fuck you)
Fuck you (fuck you)
Fuck you (fuck you)

Estupidez Crónica 

Realmente eu sofro de estupidez crónica. Já fui queimado por pessoas a quem chamava de amigos, pessoas em quem confiei e me trairam essa confiança, pessoas que eu posso dizer que adorava.
Mas estupidamente dou comigo a voltar a confiar, a voltar a gostar de mais gente, a chamar mais e mais pessoas de amigos, e o que acontece? Preocupo-me com eles, e no fim eles estam a marimbar-se para o resto...
Realmente só mesmo de um palerma como eu é que isto sai, já devia ter aprendido nestes 24 anos de vida a ser mais e mais frio. Já não deve de haver o que fazer... É mesmo estupidez crónica.

(Apenas um desabafo)

sexta-feira, janeiro 20, 2006

Mais Uma 

Mais um post e mais uma expectativa.

Mais uma Sexta e mais uma promessa de uma noite bem passada no The Loft Lx.

Quem me conheçe, conheçe também o afecto que possuo pela casa e pelo seu staff, e o ambiente que conseguem criar em qualquer noite... Estou ansioso para que saia á meia noite do trabalho, vá a casa tomar um duche e trocar a farda para algo mais civil, e partir a mais uma noite de festa, loucura e alcool.

Ninguém para quem se quer divertir respeitanto os outros, esse é o lema e é a base da diversão...

Be one of US... Eu sinto que sou... Será???

A resposta aguarda e será dada por ABSOLUT. ;)

W Night 

Uma viagem com umas amigas á catedral da beleza lisboeta que se chama W Disco.

Deveras uma noite na qual a beleza femenina triumfa, tal como seria de esperar da casa nocturna de lisboa que se "expecializou" em quartas e domingos, os dias nos quais apenas os mais afincos se lançam numa noitada.

A beleza femenina nesta Ladies Night, auxiliada de um excelente som, faz do W um local espeçial para se passar uma grande noite divertida, ao som muito bem selecçionado, e rodeado de mulheres bonitas...

W estás lá... Parabéns e em principio, até mais um domingo.

Wynonna - I Want To Know What Love Is 

I gotta take a little time
A little time to think things over
I better read between the lines
In case I need it when I'm older

This mountain I must climb
Feels like the world's upon my shoulders
Through the clouds I see love shine
It keeps me warm as life grows colder

In my life there's been heartache and pain
I don't know if I can face it again
I can't stop now, I've traveled so far
To change this lonely life

I want to know what love is
I want you to show me
I want to feel what love is
I know you can show me

I'm gonna take a little time
A little time to look around me
I've got nowhere left to hide
It looks like love has finally found me

In my life there's been heartache and pain
I don't know if I can face it again
Can't stop now, I've traveled so far
To change this lonely life

I want to know what love is
I want you to show me
I want to feel what love is
I know you can show me

_________________________________________________

Esta é a letra da musica que preenche o meu ouvido neste momento!!!

domingo, janeiro 15, 2006

Nossa que Bezana 

Ahhh pois é. As noites de sexta-feira lideram no The Loft. Dia 13/01/06 vai ser um dia de festa a recordar... O alcool fluiu, os animos aqueceram, e a noite foi bombastica. A meio da bezana, já bebia agua do gelo de um frapé, já abraçava uma desconheçida, e já gritava para dentro do bar a pedir o meu casaco. Resultado: - Uma alta noite, CARREGADINHA de Absolut, e Bacardi Lemón. Quem viu que comente mas foi em alta, proxima sexta lá estaremos!!! Fica o convite para todos aqueles que não viram ainda The Loft ao rubro!

sexta-feira, janeiro 13, 2006

Sobre as aguas 

E assim deitei o teu corpo sobre a calmitude das aguas, aproveitando mais uma vez para fazer um retrato pintado da tua forma, as cursas do teu corpo, o movimento da respiração no teu peito. Enquanto calmamente deito o meu corpo sobre o teu apercebo-me que estou apaixonado, uma paixão que arde dentro de mim de forma que nem consigo descrever correctamente, é um fogo que tudo queima, que arde em todas as direcções sem precisar de ser levado pelo vento, é um fogo que arde a uma temperatura imensa, incapaz de ser medida. Sinto que me arrebataste do meu mundo e me puxaste para o teu, sei que sou teu prisioneiro mas não quero fugir, quero continuar preso e continuar a chamar-me teu.
O meu corpo agora descansa sobre o teu e os meus labios deixam fugir palavras de amor que nem eu percebo, palavras que saem de mim para ti e que te deixam a sorrir, te deixam um sorriso de alguém que se sente amado e de quem também ama. Sei que sentes o meu peso sobre o teu e que as tuas costas de encontram molhadas das aguas nas quais no deitamos, mas não te queixas, as tuas palavras são melodicas e melosas como apenas tu as sabes espressar, palavras que me captivaram desde sempre e que desejei até ao dia em que a mim as dirigiste, palavras que agora mesmo que por momentos nas nossas complexas vidas, chamo minhas.
A noite passará connosco aqui deitados sobre as aguas, o fogo da minha paixão nos aqueçerá, e as nossas palavras de amor nos embalaram.

Dia 12 Janeiro 

Este foi o dia que o meu amigão Jojó, terminou o seu curso e se tornou Doutor.
Entre os seus pais orgulhos, amigos cheios de força para apoio, ali me encontrei eu na sua discução publica da sua monografia, tal como um irmão que não sabe muito bem o que fazer... A verdade é que me senti orgulhoso pelo meu amigo, não só pelo final do seu curso, mas também pelos elogios que lhe foram feitos pelos seus docentes... Estes elogios levaram-me ao tempo em que andavos os dois sempre juntos tal qual dois irmãos, tempos nos quais todas as suas caracteristicas humanas, eticas e profissionais já se revelavam, mas na nossa condição de miudos, ainda não se tornavam importantes aos olhos de outros.
Estou orgulho pelo meu amigo Jojó, que tenho como aquele irmão que sempre desejei ter, apenas lamento não vir a poder fazer o mesmo, vir a convida-lo para o meu final de curso... Enfim, um de nós teve sucesso e para já isso é o mais importante.

FORÇA E PARABÉNS JOJÓ... MEU BRO.

quarta-feira, dezembro 21, 2005

Enterrado no trabalho 

Pois é ando tão enterrado no fluxo do trabalho, que não consigo ter criatividade para me sentar e escrever algo... Talvez depois desta tão estranha epoca...

Akele Abraço

quarta-feira, dezembro 14, 2005

Bloodied 

Has I lifted my body from the boody carnage of the battlefield I realized the true meaning of war: Old men talking, and young men dying! Lots of men dying for a very few men ideals. Knowing I was a mess and understanding by the feeling of hot lead inside my body, that I could not survive alone, I found my self still overlooking the surroundings, in search of any danger.
People say you life flashes before your eyes before you die, and it is kind of true, although I wasn’t dying yeep, I realised I was reliving in my mind the hours and the decisions which have pushed me into fighting in someone elses war. Nothing was threatning me or even my own, my lifestyle wasn’t endangered, so why had I left all behind to come to a remote place to come and kill my fellow man, in his own land? The anwer hit me like fist full of steel in the gut, I was deceived into coming here to fight a war for someone elses profit, people had me belive that it was my duty and honor to fight someone elses privat war. I was young and foolish, and I had been had.
By this time, I had allready patched up all my wounds, looking more like a torn puppet then a real man, but that wasn’t far from the tuth, I was a puppet in anothers hand. With this feeling in my heart I lifted myself up, and started walking reluntant to die, feeling inside that my honor, pride and duty, demanded to search with all my strenth left, my boodbrother who needed me on that battlefield. But most of all, I was demanded to survive at all cost, so that my epiphany could be shared to those whom had not yeep seen the darkness of war, in order to keep them from this nightmare...

Raiva Profissional 

Nossa, que raiva por vezes me dá quando invadem o meu território! Então quando é o meu terreno profissional e sei o que tenho que fazer, odeio quando vem alguém por traz a desfazer e a fazer algo que não faz ideia do que é que se passa e como se organiza, então se for o meu chefe isso dá-me uns ataque s de fúria que apenas a minha força de vontade modera.
Provavelmente perguntam-se o que faço eu. Muito simples, não faço nada, levo na cabeça o dia inteiro… Sim porque isto de se ser supervisor de um turno de rent-a-car só dá para isso. Está-se mesmo no meio da jogada, ou seja tem-se poder de decisão, mas esta é retirada pelo chefe (pelo menos o meu actual), leva-se na cabeça dos recepcionistas e transferistas pois as decisões do chefe, têm tudo menos de humano, e assim temos que ouvir as reclamações, interpreta-las, filtra-las e transmiti-las de modo coerente o suficiente para se poder melhorar algo. Além disso temos uma frota de uma estação para gerir diariamente, o que é alugado, o que é, margens de erro em casos de avaria, acidente, imprevistos etc.
Ou seja passo o meu dia a coordenar umas 7 ou mais pessoas e 100 ou mais carros, e isto sempre a encher, do chefe e dos subordinados. Mas falta aqui um factor importante, os clientes pois estes quando algo não lhes agrada ou corre mal, pedem para falar com o responsável, o chefe de estação “desmarca-se” e o recepcionista não pode decidir… Toca a encher… lol
Enfim, tinha uma vida profissional santa quando era recepcionista, tanta vez dá vontade de abandonar o cargo e regredir para poder ter um pouco de paz de espírito, mas ao mesmo tempo o respeito e confiança dos colegas dá-me força para continuar a lutar e melhorar tudo, dia a dia, de modo a poder estar à altura da sua confiança.
Neste desabafo profissional, fica um abraço e um obrigado ao meu amigo Bruno, ao chefão Hugo e a todos os que comigo trabalharam neste ramo e me ensinaram apoiaram e acima de tudo em mim apostaram.

segunda-feira, dezembro 12, 2005

Robotnick ;) 

Após espreitar o Blog do meu amigo Jojó, venho aqui apresentar mais uma versão do meu nome... Desta vez uma versão robotica.


Digital Individual Optimized for Galactic Observation



Functional Electronic Replicant Responsible for Exploration, Infiltration and Rational Assassination


Pessoalmente prefiro o Ferreira - lol

This page is powered by Blogger. Isn't yours?